galdinoalves

poesias

Textos


SAUDADE DA COROA.

Nada do que eu fui serei
depois que se foi à coroa
fogosa que eu tanto amei,
a mulher que não se enjoa!

2020
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 04/05/2020


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras