galdinoalves

poesias

Textos



O BURACO É MAIS EMBAIXO

Escute bem seu doutor,
Eu nasci cá no nordeste,
Portanto, saiba que eu sou,
Paraíba cabra da peste!

Não sou de fugir do jogo,
Tampouco mijar na calça,
Da fogueira eu sou o fogo,
Queimo sem fazer fumaça!

Meça as palavras que diz,
No sertão de cabra macho,
O pau é grosso e tem raiz,
E o buraco é mais embaixo!

Por favor, vá-se embora,
Não é hora de brincar,
Devolva a minha viola
Que eu preciso trabalhar!

Não se brinca com paraíba,
Trate-o com educação,
Senão ele vai pra riba,
Essa é a lei cá do sertão!

Autor desconhecido.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 18/08/2019
Alterado em 25/08/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras