galdinoalves

poesias

Textos


32-ATENTADO AO PUDOR NUNCA FOI ARTE.
Sem preconceito.
PP
Aqui no sertão de cabra macho!
Onde nasceu o padim pade Cisso,
O home nunca baixa seu facho
Pois sua moral é um compromisso.

_É isso mermo cabra da peste!
Atentado ao pudor não é arte,
Pelo menos aqui no nordeste,
Isso nunca foi e nunca fez parte.

E assim penso igualzinho como tu,
Pois isso é assim mermo que eu acho,
Que não pricisa um homem ficar nu
Pra dizer às crianças que é macho!

Não pricisa usar a pornografia
Em nome da imposta arte moderna,
Não basta a música e a fotografia
Pra fazer da arte coisa que inferna!

Barreiras-BA-27-2017
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 28/11/2017
Alterado em 12/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras