galdinoalves

poesias

Textos


O AMOR NÃO É CONSÓRCIO DE BENS...

Eu amo alguém que me faz muito feliz,
É a minha amada, é tudo que eu quis.
Dela eu gosto demais, e ela me ama,
Não vejo nada de mais em lhe amar,

Mas seu avarento pai ciúma e reclama
Se ao menos da janela ela me olhar.

Isso porque sou pobre e sem dinheiro,
Sua filha é nobre e ele fazendeiro.
Ele se diz senhor, e se diz o patrão,
Em tudo e em todos, ele quer mandar,
E para ele o amor não é só paixão,
Mas também valor em bens pra somar.


Essa bobagem é mais que tolice!
Mas quem foi mesmo essa pessoa que disse
Que o amor é um bem para negócio
Que o amante pode usar pra negociar?
Saibam todos que amor não é consórcio
Tal sociedade de bens pra se amar!

Barreiras-BA-23-09-2007.
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 06/01/2019
Alterado em 11/01/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras