galdinoalves

poesias

Textos


O POETA REPENTISTA.

Eis o poeta da rima e do repente,
Salve! Deus quem lhe cedeu o duplo dom
De versejar no momento presente
Com rima e improviso sem sair do tom.
E assim ao som afinado da viola,
Com o poeta não tem essa de enrola
Com a literatura de cordel,
Solta o verso no mais breve repente,
Pois saiba você que ali na sua frente
Há um vate, verdadeiro menestrel!

Barreiras-BA- 21-09-2018
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 24/09/2018
Alterado em 10/10/2018


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras