galdinoalves

poesias

Textos


UMA VEZ LOUCO SEMPRE LOUCO!

Não há como dialogar
Com quem não tem formação,
Que só sabe insuflar
A loucura no loucão,
Tanto faz ou tanto fez,
Não tem voz e nem tem vez,
Não ganha uma discussão,
Por ser desequilibrado
E também desenformado,
Sempre está na contra mão!

Barreiras-BA-09-09-2018
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 10/09/2018


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras