galdinoalves

poesias

Textos



A VACA FOI PARA O BREJO...

Assim falou o cordelista,
Um poeta, rei sem coroa,
Ele se expressou em cordel
Protestando numa boa,

Com grande sabedoria
Para dizer que o Brasil
Que o povo quer no futuro,
Não é este que faliu.

Quem se fez de oportunista,
Com certeza se ferrou,
Hoje arrependido chora,
Por que o seu barco afundou,

O seu sangue foi chupado
Pelo hematófago bicho
Que depois lhe abandonou
Lá no camburão de lixo!

A vaca foi para o brejo,
O burro caiu na taca,
A panela quebrou o cabo,
E hoje, nem brejo, nem vaca!

Arreiras-BA-01-08-2018
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 03/08/2018
Alterado em 16/11/2018


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras