galdinoalves

poesias

Textos


PRETO GOSTOSO

Eu sou mesmo preto sim, e daí?
Todos querem este gostoso mulato,
E Muitos até falam: este aqui?
É ótimo; Ele é o maior barato!

Também pudera, não é meu amor?
Estou sempre legal, aromático,
E transmitindo aquele sabor!
Não é à toa que o povão é fanático.

Eu sou o preto mais querido do país,
Às vezes me excedo e encho o saco,
Mas nunca decepcionei a quem me quis,
Uns me querem forte, outros fraco.

Há quem diga que sou mesmo precioso,
Outros dizem: é... Mas está um tanto caro,
--Mas tem que ser, ele é muito gostoso,
E custe o que custar, dele não me separo!

Mas é como diz o velho e sábio ditado:
Eu não sou batom, mas estou na boca!
Não há quem resista a este preto adoçado,
E quando falto, deixo muita gente louca!

Eu sou um preto legal e internacional!
O preferido das mulheres, mas quem não é?
Sou preto sim senhor, preferência nacional,
Eu sou do povo, sou o preto chamado CAFÉ.

Brasília - DF, 06-03-1980

Do meu livro, FRUTOS DA IMAGINAÇÃO
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 14/04/2018
Alterado em 14/04/2018


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras