galdinoalves

poesias

Textos


“Mandacaru quando fulôra na seca,
É o sinal que a chuva chega no sertão,
Toda menina que enjoa da boneca,
É sinal que o amor já chegou no coração.”
Luiz Gonzaga e Zé Dantas.
*****
A MENINA FLOR DO MANDACARU -11
SGP
Quando fulôra o mandacaru na seca,
A chuva logo chega aqui no sertão,
E a menina ao deixar de lado a boneca,
É que o cupido lhe flechou o coração.

Foi cantado assim no xote das meninas
Por Luiz Gonzaga o nosso rei do baião,
Reverenciando as mocinhas nordestinas
E a flor do mandacaru do meu sertão.

Assim sendo, o poeta um cabra da peste,
Verseja cantando as belezas divinas,
Tais como essas duas flores do nordeste.

A flor do mandacaru como as meninas
São inspirações para quem se diverte
Cantando essas belas flores genuínas!

Barreiras-BA- 13-03-2018
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 16/03/2018
Alterado em 15/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras