galdinoalves

poesias

Textos


23-COLO QUE ACOLHE
Para o dueto com o poeta Antônio Galdino.
PP
A lágrima rompeu e desceu
E o céu amanheceu
O grito morria na garganta
Duvida do destino
Que desatino.

Que a peleja sirva de aprendizado
Não deixe o tempo passar em vão
Seja um campo de flores bonitas na estação
Floreie seu coração.

Carregar neles um pouco do seu perfume
Amor que promove no olhar que acaricia
No colo que acolhe
No desejo que sacia.

11-12-2017,
Jey Lima Valadares

23-COLO QUE MEU SONHO ABRIGA...
Para o dueto com a poetisa Jey Lima Valadares.


Meus sonhos têm colo e guarida
Quando por você sou acolhido,
Aí eu uso o meu sexto sentido
Pra sentir de você querida,


A ternura, o perfume e o calor,
Pois vale como aprendizagem
Que ponho na minha bagagem
Pra lembrar sempre do nosso amor.

Pois dele vale a pena curtir
A sua mais ardente carícia,
Em que para mim é delícia
Que igual, eu jamais irei sentir!

Barreiras-BA-12-12-2017
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 12/12/2017
Alterado em 12/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras