galdinoalves

poesias

Textos


52-MATUTO ZANGADO
PP
Arre égua, oxente!
O povo do nordeste
É também minha gente,
Pois sou cabra da peste.

Nós tá no mesmo barco,
Nós é que nem a farinha
Posta do mesmo saco,
Ou no pirão de galinha.

Se falar mal da gente,
Seja peão, ou seja, chefe,
Se falar que se aguente,
Pois vai cair no tabefe!

E não se meta a besta,
Com muié ou com home,
Se o cabra for xereta,
Aqui a peixeira come!

Barreiras-BA- 13-10-2017
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 13/10/2017
Alterado em 12/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras