galdinoalves

poesias

Textos


ERA SONHO, EU ACORDEI...
SV

Sonhei que eu era um bicho do mato,
Eu paca, por lobos sofria perseguição,
E os leões de chácara faziam pacto
Para usurparem da minha “cassação”!

Mas quando eu acordei, refleti e vi,
Que bobo não sou, então reagi à zoeira,
Pois não me privo do direito de ir e vir,
Portanto, eu devo voltar à trincheira!

Eu preciso saber onde foi que errei,
Porque eu um bom caçador virei presa?
Confiei demais nos aliados e me ferrei,
Só resta transformar ataque em defesa.

Farei tudo de novo se preciso for,
Pode crer meu rei, pois ainda não me cansei.
E se for pelo bem do povo aqui estou
Para lhes fazer o bem como eu bem sei!

Barreiras-BA- 16-11-2016
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 25/11/2016
Alterado em 13/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras