galdinoalves

poesias

Textos


 
MASSAPÊ-CEARÁ, DE MIL ENCANTOS!
 
(ALBUS QUERCUS Nº2)
 PV
  MASSAPÊ, terra dos seresteiros, 
      Nas noites lindas enluaradas      
Que ao som de sanfona ou violão
Cantavam com vozes afinadas
Nas calçadas, ao pé da janela
Pra agradar as suas namoradas!
 
Que tempo bom era aquele à noite,
Em que se saía com violão
Para fazer graça musical,
Para a dona do seu coração,
 Mulher do seu sonho multicor
 Motivo da sua inspiração!
 
Qual rapaz que não fez serenata
 Numa linda noite de luar
Para chamar a atenção cantando
 De uma mulher que lhe fez sonhar
Que o mundo era um belo mar de rosas
E fez seu coração se apaixonar?
 
MASSAPÊ-CEARÁ de mil encantos,
Dos seresteiros apaixonados,
Que tocam e cantam pra encantar
Os seus brotinhos enamorados
Que suspiram,  ao ouvir canções,
As quais lhes deixam maravilhados!
 
É tradição, em três de janeiro,
Lá na praça acontecer seresta.
Muitos casais vão pra relembrar,
Fazer parte dessa linda festa,
Ouvir canções que lhes embalaram,
Em noites que se amaram, na certa!
 
Assim era aquela juventude
Da era boêmia que eu pude ver,
Tempo bom que não volta jamais,
Mas dele ninguém vai se esquecer,
Mesmo que o tempo passe por nós,
Haverá seresta em MASSAPÊ!
*

Luxsons é uma modalidade literária
 de autoria da poetisa Maria de Jesus A. Carvalho.

Barreiras-BA-15-05-2015
Antônio Galdino.





















 
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 15/05/2015
Alterado em 15/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras