galdinoalves

poesias

Textos


46

O HOMEM, LOBO DO PRÓPRIO HOMEM!
SV
“Amar ao próximo como a ti mesmo”
Ao ser esmurrado no lado direito da face,
oferecer o lado esquerdo ao agressor,
elevar os olhos aos Céus e dizer;
perdoai-lhe Senhor, ele não sabe o que faz!
É tão difícil quando passar um camelo
pelo fundo de uma agulha.
Isso por que nós não nascemos
com essa virtude de perdoar,
perdoar é divino, está acima
da nossa condição humana,
todavia, não denunciar a agressão,
é contribuir para a impunidade,
fazer justiça com as próprias mãos,
é crime, segundo as leis do homem
que é o lobo do próprio homem!
Portanto, pelo sim ou pelo não,
pergunta-se; quem é quem,
Aquele que age com razão
Ou quem age movido pela emoção?
Quem for sábio que responda,
quem for omisso que se cale!


Barreiras – BA – 21- 04 – 2014
Antônio Galdino.
Antonio Galdino
Enviado por Antonio Galdino em 21/04/2014
Alterado em 14/03/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras